CRIVELA E A GLOBO

Com relação ao recente atrito entre o Prefeito Crivela e a TV Globo onde em uma entrevista o Prefeito atacava a TV Globo e impedia que a repórter da mesma o entrevistasse, tenho a seguinte opinião:

Errou tanto a Globo quanto o Prefeito. Eu entendo e acho que todos irão concordar, que na função de prefeito, o Crivela tem que se sujeitar a imprensa mesmo que não goste dessa ou daquela emissora.  Ser entrevistado faz parte de qualquer cargo inerente ao governo e mais ainda quando o cargo é de caráter publico e a população vinculada as funções exercidas pelo mesmo.

Errou a Globo quando respondeu ao descontrole do prefeito e colocou como foco uma resposta cujo teor não foi necessariamente o que a emissora focalizou, ou seja, quando o Crivela disse “fato corriqueiro” não quis dizer que era algo sem importância, dar pra perceber que a expressão quis dizer que o fato é constante e ocorre sempre em qualquer lugar e em qualquer país.

Mesmo não estando isento de certa parcela de culpa, não se pode também crucificar o prefeito por algo que advém da natureza. Errado estão também  todos que são irresponsáveis quando constrói de forma ilegal, sem segurança e em qualquer local. Quando joga lixo a esmo sem se importar que bueiros sejam entupidos ocasionando enchentes.

E finalmente,  errado também estão todos que acobertam ações erradas de um prefeito em função de fazer parte de uma religião onde o mesmo é membro e líder.

Manassés

www.dicabairro.com.br

MENTIRAS E QUALIDADE DE VIDA

Imagino que quase todos conheçam a história do garoto que adorava mentir. Um dia, na praia, ele começou fingindo que estava se afogando. Todos o acudiram e ele riu falando que eles tinham sido enganados. A cena se repetiu algumas vezes, até que ele realmente se afogou e ninguém já estava dando atenção a ele.

A partir desta história trágica, conseguimos visualizar que a mentira pode ter uma conseqüência terrível, que é o ISOLAMENTO E A FALTA DE CREDIBILIDADE. Se você assina uma revista e descobre que houve um erro em uma publicação, tudo bem, todos podem errar. Agora se você começa a notar que diversas notícias publicadas são enganosas, no longo prazo você tenderá a não assinar mais a revista, já que ela terá perdido toda a sua credibilidade. O mesmo ocorre no nosso dia-a-dia e até nas redes sociais, quanto mais mentira menos amizade e menos confiança.

PORQUE É MELHOR NÃO MENTIR?

Digamos que você invente uma história para alguém, pelo motivo que for. Você terá que manter a versão mentirosa em sua cabeça e terá que guardar todos os detalhes para não ser pego na mentira. Com o intuito de não ser pego, você cria um grande desassossego: você troca a sua paz por um sentimento incômodo da possibilidade de ter problemas caso seja descoberta a verdade, evidente que uma situação dessa causa grande ansiedade e como todos sabem, angústia e ansiedade sempre acarretam graves problemas na nossa saúde.

CONCLUSÃO

Existe uma relação direta entre a quantidade de mentira que alguém diz e a sua qualidade de vida. QUANTO MAIS MENTIRA, MENOS QUALIDADE DE VIDA, já que mesmo que não seja descoberta, a própria pessoa tem que conviver com a falta de paz de carregar uma dissonância cognitiva. Por isso, todas as psicoterapias em maior ou menor grau trabalham para que os pacientes encontrem e assumam a sua própria verdade.

Autoria do texto não lembrada no momento da postagem.

IRRESPONSABILIDADE JOVIAL

Tem uma época que o mundo é todo nosso. Tudo é alegria, tudo é possível e passível, tudo é “vamos que vamos”,  o futuro é um doce, sonhos de grandeza, realização de planos, tudo certinho como manda o figurino. Nada causa nada, tudo é permitido, o querer é o que importa e poder nós temos o resto e caretice. Já dizia aquela música de outrora: “todo menino é um rei, eu também já fui rei..”

Quem dera em futuro relativamente próximo não bater de frente com a realidade. Quem dera não sentir na pele a revolta da irresponsabilidade, açoitando com fúria o presente do jovem rei ou rainha agora simplesmente adulto. Mas aí talvez seja tarde, temos que pagar o preço, o pior que as vezes muito caro.

Autoria do Texto: Manassés https://www.dicabairro.com.br

OITO TIPOS DE PESSOAS QUE ACABAM DEIXANDO DE SER SEGUIDO NO FACEBOOK

Uma democracia funciona quando vemos opiniões diferentes das nossas e conversamos com outras pessoas com pensamentos e conceitos variados, é claro. 

O PREGADOR

 Cada um tem o direito de ter a sua religião e sua crença, mas ninguém tem o direito de pregar, 24 horas por dia, princípios de sua doutrina sobre pessoas que têm outra fé ou religião. O típico “pregador” é quem insiste em julgar terceiros publicamente, apontar o dedo para comportamentos da sociedade como se ele, o pregador, fosse Deus na terra. Esse tipo de pessoa não respeita a pluralidade de crenças, a diversidade religiosa, sexual ou comportamental, ele só quer dizer para o mundo como todos estão errados e ele, a voz da razão, está certo.

O EXTREMISTA POLÍTICO

Cada um tem o seu ponto de vista e defende seus ideais sobre a sociedade. Muitas vezes, nós compartilhamos a nossa opinião sobre determinado assunto e, nesse momento, acabamos transparecendo nossa ideologia política, mas existe aquele tipo de pessoa que só faz isso. O tempo inteiro. Todo o tempo. Sem parar. Uma pessoa que compartilha o dia inteiro textos e textos intolerantes sobre a sua perspectiva política e não aceita que qualquer pessoa pense diferente dele: seja esquerdista ou direitista, conservador ou liberal, o extremista é extremamente desagradável e tóxico em qualquer rede social ou encontro presencial.

O EXCESSIVAMENTE APAIXONADO  

Estar apaixonado é maravilhoso. Viver um grande amor é um presente dos deuses, mas o mundo realmente precisa acompanhar cada segundo do relacionamento de alguém? Da mesma forma que você fica desconfortável ao sair com aquele casal de amigos que não para de se beijar um segundo e nem de falar sobre eles mesmos, é extremamente desagradável acompanhar alguém assim no Facebook. Aquela pessoa que posta foto com a namorada ou namorado o tempo inteiro, que faz declarações públicas de amor diariamente e que, de forma extremamente indelicada, compartilha detalhes sobre a vida dos dois e insiste em mostrar para o mundo como está feliz no relacionamento é o tipo de pessoa ideal para você deixar de seguir no Facebook.

O FANFARRÃO FESTEIRO E CONQUISTADOR

Sabe aquele cara que sempre está nas melhores festas, vivendo viagens incríveis e fazendo questão de postar cada momento de felicidade em algum lugar diferente do planeta na linha do tempo? Bem, não tem nada errado nisso se a pessoa tiver parâmetros e limites, afinal, todos querem compartilhar momentos felizes. Mas fazer isso o tempo todo já é demais! É legal queimar 600 calorias na academia, mas o mundo precisa saber toda vez que você atinge a meta na esteira? Se você tem um cara desses no seu Facebook, saiba que pesquisas já apontaram que a auto-promoção em excesso – disfarçada de modéstia – através das redes sociais não engana ninguém. Então, não tenha medo de deixar de seguir esse gabador no Facebook.

O CARA COM A VIDA BOA   Deixar de seguir este tipo de pessoa vai ser vantajoso se você for sensível ou esteja se sentindo mal por não estar conquistando algo que gostaria enquanto a outra pessoa – no caso, o cara com a boa vida – está. Ele não tem culpa de nada, só está compartilhando o dia a dia dele, mas você, infelizmente, não está bem com algum ponto da sua carreira ou objetivos pessoais e se sente mal com as publicações dele. Então, não tenha medo de deixar de seguir essa pessoa. Um estudo realizado em 2015 apontou que o Facebook realmente pode intensificar sentimentos depressivos por causa de comparações sociais, então, faça um bem para você mesmo e deixe de seguir as publicações desse cara até você se sentir mais seguro.

AQUELE QUE ENXERGA O COPO MEIO-VAZIO   Ninguém tem uma vida perfeita e todo mundo passa por momentos difíceis e complicados, mas sempre existe aquela pessoa que só posta pensamentos negativos no Facebook e compartilha a pior visão sobre tudo o que acontece. Mas, mesmo assim, existe uma diferença entre compartilhar e poluir a rede social com esse tipo de pensamento. Pesquisas divulgadas pelo Huffingtonpost apontam que o estresse é uma emoção contagiosa. Ou seja, quanto mais energia “negativa” você corta para fora da sua vida, mais feliz você fica. Então, deixe de seguir o pessimista e siga a sua vida!

AQUELA PESSOA QUE QUER ATENÇÃO   Existem muitas pessoas carentes de atenção por aí, seja online ou offline. Provavelmente você já viu na sua linha do tempo a seguinte publicação: “Hoje foi, provavelmente, o pior dia da minha vida. Mas eu não quero falar sobre isso”. Não é irritante ler algo assim? Bom, se você considera isso um saco, saiba que não está sozinho. Publicações como essa, na verdade, fazem com que as pessoas fiquem mais irritadas do que curiosas e, por isso, se você segue alguém assim, é hora de deixar de seguir. QUALQUER UM QUE TE FAÇA SE SENTIR MAL CONSIGO MESMO   Se existe alguém que frequentemente critica suas publicações, aponta erros na sua vida ou te faz sentir mal por qualquer motivo possível, é hora de deixar de seguir essa pessoa também. Veja bem: há quem critique suas publicações de forma interessante e enriquecedora, mas você sabe dizer quando alguém está apontando outro ponto de vista ou quando a pessoa simplesmente quer te fazer se sentir mal. Você não precisa aturar esse tipo de coisa! A tela de um computador proporciona um sentimento de impunidade e distância perigosos, isso faz com que muitas pessoas se sintam livres para traçar comentários cruéis e ofensivos, então, corte o mal pela raiz. A vida e o nosso tempo livre são curtos demais para perdermos tempo com atitudes que não vão nos agregar nada.

SUPERMAN O TODO PODEROSO DE SEMPRE.

SUPERMAN O  TODO PODEROSO PROTETOR DOS HUMANOS

Superman ou Super-homem é um super-herói fictício de história em quadrinhos americanas publicado pela DC Comics, uma empresa subsidiária do grupo Time Warner. Superman, entretanto, já foi adaptado para diversos outros meios desde os anos 1930, como cinema, rádio, televisão, literatura.

Quando era garoto sempre gostava de ler história em quadrinhos e Superman era meu herói favorito. O homem todo poderoso que veio do espaço ainda bebê oriundo de um planeta chamado Kripton e que ao chegar na Terra se tornou poderoso. Eu viajava no pensamento imaginando como seria se na realidade existisse um ser poderoso assim no espaço, que voa, que tem visão de raio x, que é indestrutível…

Então na ingenuidade dos meus dez anos eu adicionava mais poder ao herói, imaginava ele lá do alto vendo tudo que estivesse acontecendo aqui embaixo, vendo a vida de cada habitante, um por um, 24 horas por dia, o que fazíamos onde íamos, etc. para agir na hora certa e proteger dos bandidos. Mas ao mesmo tempo me perguntava como ele poderia fazer isso?

Sim, porquê para ver lá de cima a vida de oito bilhões de pessoas no mundo inteiro minuto por minuto, ele teria que ter uma tela gigante com imagem de cada um dos 8 bilhões de habitantes na mesma tela,tudo de forma simultânea ou seja, ao mesmo tempo.

Se não fosse uma tela sua mente teria que captar cada momento de cada humano telepaticamente e dar atenção a cada um desses oito bilhões de pessoas tudo ao mesmo tempo. Eu perguntava: “Como ele captaria a imagem de cada ser humano na terra e cada ação que estivesse praticando se não havia nada para transmitir essas imagens e atividades telepaticamente?” Sim porquê para alguém mesmo poderoso como o Superman, ver ou captar alguma coisa lá longe no espaço teria que ter algo aqui 24 horas por dia monitorando nossos passos nossas andanças e transmitindo. 

Então eu resolvia o problema de forma simples e rápida. Superman é poderoso e pronto! Ver a vida de cada um de oito bilhões de pessoas e tudo que está fazendo na Terra 24 horas por dia ao mesmo tempo e pronto! Eu acredito e não me interessa como ele consegue fazer isso e pronto!

Tempo bom é tempo de garoto, a nossa mente viaja e acredita em tudo fora da realidade, herói poderoso que ver tudo ao mesmo tempo; Herói que voa, herói blindado… Bons tempos…

Manassés

https://www.dicabairro.com.br

UM CASO ESTRANHO OCORRIDO COM ANTÔNIO VILLAS BOA

UM CASO BEM ESTRANHO OCORRIDO COM ANTÔNIO VILLAS BOA

Um caso um tanto quanto estranho aconteceu há mais de 50 anos, precisamente em 1957 no interior de Minas Gerais. Antônio Villas Boa era um agricultor que passou por algumas experiências nada convencionais com alienígenas, tudo começou quando luzes estranhas rondaram sua casa durante a madrugada do dia 14 de outubro. No dia seguinte mais um contato, dessa vez ele estava acompanhado do irmão até que na madrugada do dia 16 de outubro a abdução finalmente aconteceu. Segundo os relatos do próprio Villas Boa, ele foi levado por 5 criaturas que apesar pequenas, eram muito fortes. Ele foi levado a uma sala onde foi posto sobre uma mesa e logo após recebeu uma sangria no queixo.

Após respirar um gás com cheiro desagradável, surge na sala uma mulher da altura de seus ombros, com os cabelos loiros quase prateados e com grandes olhos azuis, amendoados. Os pelos pubianos eram vermelhos. Após transarem por várias vezes, a mulheres se cansou e saiu da sala. Logo após os alienígenas voltam com as roupas de Villas Boas e então às 5:30hrs da madrugada ele é devolvido a Terra. Villas Boas ainda tentou roubar um objeto para provar sua história, mas foi descoberto pelos ETs que, segundo ele, usavam uma roupa colante. Villas Boas acredita ter sido parte de uma experiência genética e os aliens estavam atrás de um filho híbrido de sua raça com humanos. O fato carece de provas, mas análises provam que Villas Boas tinha em seu corpo contaminação por radiação leve.

ESTÔNIA UM PAÍS ÓTIMO PRA VIVER.

E

Na Estônia todas as pessoas até 30 anos falam inglês além de seu idioma nativo, que é o estoniano. Educação é de primeira linha. Segurança, então, melhor ainda. Saúde é incomparável, com ótima qualidade e o melhor, o sistema é igual para todos!

Tudo funciona pela Internet, você pode resolver todas as coisas sem sair de casa: filas realmente não existem, com exceções das dos supermercados, que também nem sempre estão cheias. O custo de vida é barato e a moeda é euro. Essas informações são baseadas tendo como foco a cidade de Tartu algumas coisas são diferentes na capital, que é Tallinn. Lá, por ser maior, tem algumas diferenças, mas não em relação à qualidade de vida!

Na Estônia não existe periferia ou pobres; no máximo, o que encontrará são pessoas menos favorecidas, que ganham menos, não tenham alguma formação superior, mas todas elas têm suas casas próprias e não passam nenhuma necessidade.

Uma pesquisa do Instituto Gallup, de 2009, indicou que os estonianos são o povo menos religioso do mundo, pelo menos estatisticamente. Apenas 16% da população considera que a religião desempenha um papel importante em suas vidas, ou seja 84% da população são ateus e não acreditam que existe um Deus.

ANOS SETENTA, OITENTA…

Tem hora que me pego viajando e voltando aos anos setenta, oitenta… e me deixo levar pela imaginação. Lembro na escola, ainda moleque, onde antes de ir, passava na banca de jornal para ver o Álbum do Perdidos no Espaço, gibis dos Três Patetas, Zorro, Homem de Ferro, Mandrake, Magazine Fantasma, Pato Donald e outros.

Em 1970 eu assisti a Copa do Mundo em TV de dez polegadas preto e branco, marca Invictus na casa do vizinho, e se não me engano foi a primeira copa do mundo transmitida ao vivo para todo Brasil. Relembro a emoção que sentia  a cada jogo que o Brasil saia vitorioso. Quando o jogo terminava, eu, já com quase quinze anos, incorporava o Jairzinho e ia pra rua bater pelada com os amigos.

Entre 1970 e 1980 era gostoso namorar e esperar a amada voltar ou ir de encontro a ela sem aviso prévio. Não havia nenhuma forma de contato direto rápido, nada de celular, chat, email, rede social…  Exceto telefone público tipo Orelhão a base de ficha que você só encontrava a km de distância.  Mas a maioria só fazia ligação local e sempre estava com problema e sem dar linha, diante da dificuldade o jeito era ficar sem noticia sem ouvir a voz da amada, o jeito era sofrer de ansiedade e amor, isso contribuía para que a cada encontro ocorresse uma explosão de felicidade e paixão incomparáveis talvez nunca sentido nos dias de hoje.

Telefone fixo também existia. Mas era coisa de pessoas de classe alta. Para se ter um telefone residencial fixo em casa o interessado tinha que ter muita grana e, além disso, tinha que haver viabilidade de instalação na área. Dessa forma linha de telefone fixo, era negociada a peso de ouro, e disputados a tapa nos classificados de jornais. Nessa situação

Lembro que na década de 70 a vida era bem melhor, não havia tanta violência como existem hoje, as pessoas eram mais humanas, mais prestativas, mais amorosas, objetivavam mais o amor e não bens materiais. Havia mais espaços, mais verde, mais oxigênio, mais solidariedade.

Muito gostoso aquele tempo, hoje infelizmente a vida e bem diferente, o foco é dinheiro, luxo, riqueza, a ambição. A inveja e falta de amor imperam, as pessoas valorizam mais o que possuem que seu ente querido. Vivemos em uma época em que a maioria das pessoas vivem sem amor, atuam perante a sociedade em prol de patrimônios, bens materiais… Acredito piamente que essas pessoas jamais conhecerão o verdadeiro amor e com certeza jamais serão felizes como éramos nos anos 70.

Manasses

https://www.dicabairro.com.br

PODEROSO THOR E OS POLÍTICOS.

Caramba! Diante de tanta roubalheira, safadeza, corrupção em nosso Brasil vou “viajar na maionese” e imaginar que existe um poderoso Thor lá no espaço sideral bem longe de nossa terrinha olhando a gente. já pensou?

Um homem Super Poderoso, sentado em uma cadeira flutuante, com sua capa vermelha, vendo a “bolinha” que é o nosso planeta Terra lá de cima, mil anos luz de distância, mas mesmo assim enxergando pessoa por pessoa, vendo ação por ação e dando um coro em cada político que fizesse merda, apenas usando seus poderes.    Poxa seria tão bom né?

Aí… era só fechar os olhos e pedir pra ele socorrer, pronto! rapidinho, mesmo estando a mil anos-luz de distancia e vendo apenas a “bolinha” Terra ele ia me enxergar no meio de nove bilhões de pessoas receber minha mensagem imediatamente… lá no espaço sideral.. e em apenas um segundo estaria me atendendo. poxa que legal né?

Eu sei que se eu gritar bem alto só vou conseguir que alguém me ouça se estiver  no máximo uns 50 metros de distância de onde estou. mas com esse Thor seria bem diferente.eu não ia precisar gritar bastaria fechar os olhos e pedir. Pronto! Rapidinho ele captaria minha mensagem mental  LÁ NA GALÁXIA, MIL ANOS-LUZ DE DISTÂNCIA e resolveria rapidinho a situação, atendendo meu pedido e acabando com a cachorrada dos políticos, tudo isso sem sequer aparecer fisicamente.

Poxa seria tão bom Né???…

Manassés

https://www.dicabairro.com.br