o temor irreal


Eu entendo que a Terra é regida por leis físicas. Tudo tem lógica e mecanismo que se agrupam e realizam ações. Qualquer produto por mais complexo que seja e que trabalhe para determinado fim, seja mecânico ou eletrônico segue uma linha de serviço que foi projetada com esse objetivo, ou seja, nada é mágico nada é irreal.


Analogamente, se alguém disser que viaja de um país para outro, usando poderes sobrenaturais, acharia eu, que só alguém fora da realidade poderia acreditar, pois sabemos que para isso teríamos que caminhar, utilizar determinado transporte, seja ônibus, navio, avião ou trem e assim chegar ao nosso destino.


Pessoas que acreditam em coisas e ações fora da realidade, são, com poucas exceções, ingênuas, temerosas e com pouco raciocínio lógico.
A ingenuidade fica por conta do receio de pesquisar, questionar e estudar a origem do fato, ora apresentado, deixando se levar, por lógicas de terceiros que em sua maioria são especialistas em persuadir.


O temor vem do berço enraizado na mente dessas pessoas pelos seus genitores, pais que a tudo atribuem ou atribuíram força sobrenatural, poderosa para proteger seus rebentos desde o berço até a maturidade.


Em nosso planeta Terra coisas e pessoas em movimento estão passíveis de sofrer a qualquer momento e em qualquer lugar, consequências de ações que praticam. Seja de forma passiva ou ativa.


Isso ocorre independente de forças superiores além-Terra e acontecem sempre por acasos, coincidências, falta de segurança, irresponsabilidade etc. O corpo humano, e toda vida existente no planeta, também segue a mesma diretriz além de que, todos são frágeis, vulneráveis ao tempo, e suscetíveis a doenças de vários tipos. Pessoas realistas que questionam, pesquisam, estudam e avaliam o que lhe são atribuídos, são em sua maioria, propensos a se livrar de dogmas e traumas inclusos em suas mentes e assim aptas a viver mais feliz com maior liberdade.


Isso porque, deixam de ser vitimas de informações e teorias infundadas e assim descobrem, na maioria das vezes, que a lógica não é compatível com história ou fato apresentados.


Manassés

BALDE DE ÁGUA PURA E O CORANTE ESCURO

O que acontece quando você enche um balde com água cristalina, transparente e pura e todo dia, pinga uma gota de corante escuro nesse balde?

No primeiro dia nada acontece, uma gota de corante escuro não consegue alterar a transparência da água contida em um balde grande. No segundo dia também nada de relevante acontecerá, a partir do terceiro dia a água cristalina começará a turvar lentamente, de forma quase invisível. Se as gotas de corante escuro continuarem a serem pingadas no balde de água, logo iremos observar que a água, antes tão cristalina irá começar a escurecer, se tornar opaca, nublada. No final de alguns dias o balde já não contem água cristalina e sim um líquido escuro, e sem beleza.

Assim funciona nossa mente, assim funciona o nosso bem-estar, o nosso modo de ver a vida, a nossa disposição. Se todo dia colocarmos coisas negativas em nosso inconsciente, escrevendo, falando, postando divulgando e até apenas pensando, estaremos pingando corante escuro em nossa vida. Logo estaremos desanimados, depressivos, sem ânimo, nada irá alegrar o nosso comportamento, passaremos a ser pessoas tristes, que não agrada, que não soma, que não progride.
É preciso entender que o nosso Eu é composto de duas mentes, uma consciente outra inconsciente. A mente consciente é aquela que controlamos que administra o nosso corpo, raciocinando, interagindo, decidindo e procurando fazer o melhor em nosso dia-a-dia.

A mente inconsciente é aquela que tudo monitora e grava, a mente que mantém nosso pulmão, coração, e outros órgãos funcionando enquanto dormimos, aquela que mediante milhões de dados gravados lá no fundo do inconsciente, durante toda a nossa vida, faz comparações e envia decisões e ações para a mente consciente.

Quando pingamos, diariamente, coisas negativas nessa mente inconsciente ela começará a turvar, ficar escura, e dessa forma começaremos a ficar depressivos, angustiados, desanimados sem saber o porquê. Se nada for feito e ações negativas continuarem a sobrecarregar a mente inconsciente, logo o corpo físico irá começar a sofrer as consequências, ficar fraco, perder imunidade, redundando em doenças crônicas e até de alta gravidade. O pior é que isso acontece sem que saibamos, apenas alimentando coisas negativas em nosso pensamento.

Evitar negatividade em todos os aspectos é o caminho certo para o bem-estar pessoal, social e físico. Excluir o hábito de ver programa criminal, fugir de notícias ruins, não postar coisas negativas, doenças, mortes, violência, aprender a inverter sentimentos, dizer tá ótimo quando estiver ruim, ser flexível, aceitar as pancadas da vida sem reclamar, sem culpar ninguém.

Botar rédeas no inconsciente e não deixar que domine o nosso consciente vai fazer com que em pouco tempo estejamos otimistas, positivos, e totalmente imune a depressão sem que também, saibamos.

Vamos sorrir, brincar, postar coisas alegres divertidas, cultivar o bom humor, ouvir músicas, sonhar, exercitar, sair … enfim, viver a vida porque a vida é muito curta.

Manassés Silva

RAIVA, CULPA, RANCOR AFETAM DIRETAMENTE A SAÚDE DO CORAÇÃO E PODE CAUSAR INFARTO.

Ao pensar nos riscos de um infarto, das doenças do coração, na maioria das vezes as pessoas relacionam ao excesso de gordura, sedentarismo, fumo, hipertensão, diabetes, colesterol alto, enfim, as causa mais comuns e largamente divulgadas. Todos deveriam estar atentos a elas. No entanto, há muitas outras que provocam os mesmos perigos que muitos nem sequer imaginam. Luiz Fernando Sella, médico especialista em medicina de estilo de vida, que acaba de lançar o livro Os 7 inimigos do coração, pela Editora Rituaali, ensina que emoções e sentimentos afetam a saúde física e emocional do coração: raiva, ganância, inveja, egoísmo, mentira, culpa e vaidade são os chamados sete inimigos do órgão.

Aquele que sofre com emoções e sentimentos, traições, orgulho, alegria e tristeza, paixão e amor. “Esses fatores afetam a saúde física, emocional e os relacionamentos interpessoais. A raiva, por exemplo, está ligada à produção de hormônios do estresse, como cortisol e adrenalina, que são lançados na circulação e causam efeitos adversos no organismo. Estudos mostram, inclusive, que podem causar infarto.” Depois de um episódio de intensa raiva, Luiz Fernando explica que a chance de um ataque cardíaco aumenta em mais de oito vezes. “Tenho exemplos reais de pessoas que enfartaram depois de uma descarga de grande raiva. Atendi um paciente com fibromialgia e descobri que a causa estava na raiva. Ele sofria ainda de insônia, era ansioso e teve crises de pânico.” 

Pelo menos, Luiz Fernando garante que é possível prevenir. “Cada um dos inimigos do coração que cito no livro tem o seu antídoto. A culpa, por exemplo, pode ser curada com o perdão. A inveja e a ganância podem ser remediadas com a gratidão e a generosidade, respectivamente. Sempre recomendo aos meus pacientes que, para manter um coração saudável, é preciso também praticar a gratidão e a generosidade. Se pudesse, muitas vezes, prescreveria o perdão e não remédios.” A culpa, carregada por muitos, pode levar à depressão, doença cada vez mais presente no mundo. “A depressão tem inúmeras causas e os conflitos emocionais não resolvidos podem ser um fator desencadeante de um episódio depressivo.

Em especial, algumas pessoas sentem vergonha de si mesmas por algo errado que fizeram. Esse sentimento de vergonha pessoal leva ao isolamento, à solidão, à autodepreciação e favorece um transtorno depressivo.” Luiz Fernando diz que, apesar de tais sentimentos serem comandados pelo cérebro, eles afetam o coração. “O cérebro é o órgão de comando do corpo. Quando a mente e as emoções não andam bem, o corpo responde da mesma forma. Esse é o princípio da psicossomática, área da ciência que estuda a relação entre a mente, o corpo e as doenças físicas causadas ou agravadas por transtornos emocionais.” 

PERDOAR É ESSENCIAL 

Ser generoso e falar sempre a verdade são atitudes que influenciam diretamente o seu estado de saúde, pois lhe dão a sensação de paz, o que faz bem ao coração Além do perdão, o que mais pode aquietar o coração? Conforme Luiz Fernando, perdoar os outros e a si mesmo (é o fundamental e essencial na vida). Além de ser grato pela vida, aprender a ser mais generoso e a falar a verdade. “Tudo isso faz você deitar a cabeça no travesseiro sentindo-se em paz” e o coração continuar a bater forte e saudável. É preciso aprender a viver, principalmente em tempos caóticos, estressantes, com o país em crise, famílias desestruturadas e falta de dinheiro… Parece ser quase impossível ficar em paz, buscar o equilíbrio e encontrar a harmonia sem que tanto desgaste afete o coração. Mas o médico avisa que é preciso manter a cabeça no lugar, cuidar do corpo por meio de um estilo de vida saudável, com uma boa alimentação, praticar exercícios físicos, dormir adequadamente etc. “

Outra dica é procurar sorrir. “Claro que sim. O sorriso é uma terapia, libera endorfina e serotonina, os hormônios da felicidade. Sorrir é contagioso. Experimente sorrir para os outros, mesmo sem nenhum motivo. Você vai ver como as pessoas respondem da mesma forma.” Luiz Fernando lembra que, geralmente, procuramos as causas das doenças nos exames médicos e nos hábitos de vida, como má alimentação, excesso de trabalho etc. Mas ele alerta que é preciso lembrar também da mente, das emoções e dos relacionamentos afetivos. “Eles podem ser fonte de saúde ou de doença, depende de como você lida com os inimigos do seu coração. É importante que as pessoas entendam que medicamentos em geral, calmantes e ansiolíticos não resolvem no longo prazo. Você sabia que é possível reverter doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, com a adoção de um estilo de vida saudável que inclui alimentação balanceada, exercícios físicos e controle do estresse?”

RAIVA 

A Harvard School of Public Health (HSPH) adverte que o risco de infarto (ataque cardíaco) aumenta em cinco vezes nas duas horas que se seguem um ataque de raiva.  Ativa dentro de nós o sistema de alerta que produz adrenalina, cortisol e outros hormônios associados ao estresse. Isso faz aumentar a pressão arterial e acelerar nossa frequência cardíaca, aumentando o risco de doenças cardiovasculares a longo prazo, como os infartos e derrames. Como dizia o Dr. Adib Jatene, grande cardiologista brasileiro e ex-ministro da Saúde: “O trabalho não mata ninguém. O que mata é a raiva… porque isso provoca a liberação de hormônio, vasoconstrição e hipertensão”. » Causa aumento da produção de ácido no estômago, o que pode levar a uma gastrite e refluxo. » Tensão muscular também acompanha a raiva, o que pode gerar dores musculares, especialmente na lombar e cervical. Outra consequência é a dor de cabeça tensional e o bruxismo. 

Pode ser destrutiva quando não encontra válvulas de escape apropriadas. Algumas pessoas respondem com hostilidade, incluindo atos de violência aberta (brigas, violência doméstica, violência contra a mulher, agressão a crianças, jogar coisas, quebrar objetos). Outras respondem de forma mais passiva, com isolamento social. Alguns guardam rancor e ressentimento, sofrendo em silêncio.  Estudos apontam que pessoas com raiva podem cometer erros e se enganar com facilidade, uma vez que a raiva causa perda na capacidade de automonitoramento e auto-observação. Ou seja, perdemos o controle de avaliar objetivamente as nossas atitudes.

CULPA 

Pode levar à depressão. Mais de 80% das pessoas com depressão têm sentimentos de culpa ou outros sentimentos semelhantes, como vergonha e autocrítica. O sentimento de culpa também está associado com o aumento dos níveis do hormônio cortisol, que causa diminuição da imunidade, com consequente aumento da predisposição a infecções, como gripes, resfriados, infecções de garganta etc. Pode levar ao vício, abuso de álcool e drogas. Algumas pessoas sentem que usar álcool e drogas alivia os sentimentos de culpa, pelo menos momentaneamente. Algumas pessoas com câncer sentem muita culpa, por vários motivos: por não ter percebido os sintomas antes, por se tornar um fardo aos familiares, pelo corpo não ter reagido bem ao tratamento, por maus hábitos ao longo da vida que podem ter influenciado o surgimento do câncer, pelos gastos financeiros com o tratamento, por terem sido curadas, enquanto outras pessoas faleceram. Muitas mães sentem culpa por não conseguir amamentar seus bebês. Isso prejudica a saúde emocional da mãe. 

GANÂNCIA
Trabalhando em excesso para acumular mais e mais, o ganancioso tem problemas para gerenciar o tempo, não conseguindo encontrar tempo para dormir, praticar atividades físicas, passear com a família, descansar, fazer as refeições nas horas certas.  Causa de ansiedade: o ganancioso fica ansioso e inquieto para conquistar seus alvos materiais. 

Dados de estudos epidemiológicos revelam que dormir menos que cinco horas por noite aumenta o risco de mortalidade em aproximadamente 15%. Falta de sono está relacionada a aumento do risco de diabetes, aumento da inflamação, ganho de peso, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares, baixa imunidade, irritabilidade, tristeza e esgotamento mental.  Relacionamentos: a ganância faz com que as pessoas dêem mais importância às coisas do que às pessoas, o que leva a prejuízo nos relacionamentos

BRASIL, UM PAÍS DE MAL-EDUCADOS.

Eu não entendo o porquê das pessoas ser tão mal educadas no Brasil.

Entra em fila reservada para idosos, deficientes, etc sem ter direito, e ainda brigam se algum idoso tentar entrar na frente.

Bloqueia a passagem dentro do supermercado deixando seu carrinho de compras parado de qualquer jeito, de forma transversal, diagonal, etc.

Engarrafa o trânsito parando seu veículo na via pública para conversar com amigos sem se importar com o motorista de trás, que as vezes tem pressa.

Estaciona em qualquer lugar mesmo sendo proibido, ligando o alerta como se isso justificasse a sua permanência em local proibido.

Fura fila simulando conversar com uma pessoa amiga, ou simplesmente se chegando e puxando conversa com quem está lá na frente.

Ficam em fila de qualquer maneira, em grupo de três ou mais de forma desordenada, que impede a seqüência de atendimento.

 Impede o trânsito das pessoas na calçada parando de repente com amigas ou amigos para olhar vitrine sem se importar com quem tem precisa seguir seu caminho.

Joga papel, ponta de cigarro, copos, etc no chão sem se preocupar com a sujeira que resulta dessa ação na cidade, praia ou onde quer que esteja.

Urinam em postes, árvores, becos, etc deixando a cidade com um odor terrível.

chuva de granizo ou meteorito

Confesso que nunca vi em toda a minha vida uma tempestade tão arrasadora como a que ocorreu no  mês de Outubro de 2019  em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, Rio de Janeiro.  Chuva de granizo com pedras de grande volume destruíram telhados, quebrando janelas e avariando veículos e Nova Iguaçu e outras cidades próximas.  Carros tiveram vidros estilhaçados, lataria amassada, casas ficaram destelhadas e famílias desabrigadas. Pessoas corriam desesperadas em busca de abrigo para não serem atingidas pelas enormes pedras de gelo que caiam de forma contínua sem trégua. Uma verdadeira chuva de pedra nunca visto.

Uma coisa realmente impressionante que só quem presenciou pode ter noção. Chuva de granizo é coisa habitual e ocorre normalmente em vários lugares, mas essa que aconteceu em Nova Iguaçu foi literalmente arrasadora porque não se tratava de pedrinhas de gelo caindo no solo, eram pedras grandes e pesadas que caiam com grande velocidade em cima das pessoas e residências.

Diante de um quadro desse, lembrei das palavras do físico STEPHEN HAWKING  que afirmou antes de morrer em uma um discurso apaixonado em um festival de ciência em Trondheim, na Noruega:

“A raça humana deve começar a deixar a Terra nos próximos 30 anos para evitar ser eliminada devido ao excesso de população e às mudanças climáticas. É crucial estabelecer colônias em Marte e na Lua, levando plantas, animais, fungos e insetos, e assim começar a criar um novo mundo.“ Hawking disse que é apenas uma questão de tempo antes da Terra, do modo como a conhecemos, ser destruída por uma série de asteroides, temperaturas elevadas ou excesso de população. Para o físico, a “preguiça” não é uma opção, porque “as ameaças são muito grandes e numerosas”:  

Ai a gente chega a pensar e indagar: Será que a NASA busca colonizar Marte com o objetivo de perpetuar a espécie humana, para que continue em outro planeta? Será que uma grave ameaça está pairando sobre a Terra e nos próximos trinta ou cinqüenta anos, chuvas de meteoros de tamanho elevado ou choque de meteoros gigantes irão, ceifar a vida em todo o planeta? Quem  presenciou a chuva de pedras em Nova Iguaçu, já tem noção em tamanho reduzido, do que pode ocorrer quando ameaças vindo do espaço agride o planeta Terra. Ninguém jamais viu uma chuva de granizo tão arrasadora.